Usando as APIs dos produtos IBM Social

Abaixo veja os links de APIs dos produtos da IBM Social

IBM Watson Work Services

IBM Connections

IBM Domino

IBM Traveler

IBM Sametime

IBM Docs

  • IBM Docs JavaScript API
    In order to integrate IBM Docs with third-party systems, a solution has been implemented to enable browser-side integration by releasing one IBM Docs JavaScript SDK and making some public JavaScript APIs available.
  • REST APIs
    IBM Docs provides REST APIs, allowing developers to create third-party applications that integrate editing and viewing capabilities.

Leia também:

Como começar a utilizar o IBM Watson

Imagine que você desenvolveu uma aplicação que de sugestões de livros, onde os usuários interagem através de uma bate-papo(chat) com o seu aplicativo. Tenho certeza que você imaginou o potencial de uma solução como essa!

Essa interação usando linguagem natural é um exemplo de função cognitiva. Para usá-la em qualquer aplicação basta apenas utilizar as APIs (Application Program Interface) que o IBM Watson disponibiliza publicamente nas nuvem do IBM Bluemix.

Para auxiliar aqueles que desejam experimentar o IBM Watson e o IBM Bluemix, vou listar abaixo alguns recursos:

Visão Geral Iniciando com o Watson Developer Cloud e o Bluemix Criando uma conta no Bluemix.

Navegue pelos Serviços do Watson e comece a utilizar.

http://www.ibm.com/watson/developercloud/doc/getting_started/

Colocando a mão na massa Application starter kits Explore aplicativos de exemplos que utilizam os serviços do Watson

https://www.ibm.com/watson/developercloud/starter-kits.html

 

Watson Developer Conference Labs Laboratórios que auxiliam a descobrir como utilizar os serviços do Watson e integrar com serviços de terceiros.

http://watson-labs.mybluemix.net/

Onde aprender mais … IBM Watson Academy Treinamentos para começar com o Watson, Bluemix, Watson Developer Cloud, Watson Cognitive Services e Watson Natural Language Classifier.

https://www.watson-academy.info/course/index.php?categoryid=25

 

Cursos e Laboratórios Mais cursos online

https://www.ibm.com/us-en/marketplace/learning-lab/courses

 

Laboratórios de Casos de Uso Navegue por casos de uso e exemplos https://www.ibm.com/us-en/marketplace/learning-lab/use-cases

Leia também:

O que é Watson Workspace? O que é Watson Work Services?

Vou dar duas respostas simples para as duas perguntas acima:

  • Watson Workspace é um aplicativo para desktop (Browser), Android e iOS; que permite uma experiência de colaboração entre equipes para que as coisas aconteçam “Get Work Done”. Algumas características:
    • Conversação persistente entre membros de equipe
    • Receba recomendações do Watson
    • Quer testar? Acesse workspace.ibm.com

 

  • Watson Work Services é  uma plataforma. Um coleção de serviços cognitivos e colaborativos acessíveis através de APIs, que pode ser utilizado para construir novos aplicativos, ou melhorar aplicativos existentes. Mais detalhes em https://developer.watsonwork.ibm.com

Leia também:

Um mundo cheio de Bots!

Hoje vou falar como os bots estão invadindo o nosso mundo.

Meu primeiro contato com bots foi em 2007, quando construí um bot  (veja aqui) para o IBM Sametime, que traduzia textos usando o Google Translator!!! Elas andaram meio sumidos, mas estão de volta com força total.

Mas o que são bots?

O termo bots vem de acrônimo para (ro)Bots, e de maneira simplificada são usuários digitais dentro de aplicações de chat como o Facebook Messenger, WhatsApp, Slack, … Estes “usuários” trazem notícias, produtos e/ou serviços dentro destas aplicações como se fossem uma conversa.

Como alguns exemplos de bots temos:

– Alexa: bot de voz da Amazon
– Amy: bot via email da x.ai
– Lyft: bot que informa o tempo de chegada estimado a algum lugar.
– Hipmunk: bot que faz reserva de viagens

Num mundo cheio de páginas Web e Mobile Apps, por que expor serviços via conversa?

1) Acessamos a Internet mais via celular do que via navegadores. O que fez com que o mercado ficasse saturado de aplicações móveis. Você, como usuário, não vai instalar todas as aplicações que encontra, correndo o risco de deixar o seu celular lento. E caso for utilizar um serviço, não vai instalar, usar uma vez e desinstalar.
Se você verificar teu celular, verá que terá pelo menos 3 aplicações de mensagens, no meu caso: SMS, email, Facebook Messenger, WhatsApp,…

2) Usuários passam a maior parte do tempo de uso de um celular, utilizando aplicações de chat.

3) Plataformas de chat já expõe esses serviços, Slack em 2015, Facebook, Apple e Skype em 2016.

4) As tecnologias de reconhecimento de linguagem natural expostos via APIs.

A adoção de Bots está apenas começando, e vale a pena acompanhar a sua
evolução.

Leia também:

Pegando a quantidade de emails não lidos e quais são diretamente do iNotes/Domino

Um cliente me perguntou como adicionar na sua Intranet, a quantidade de emails não lidos e quais são diretamente do iNotes/Domino.

Para fazer isso temos os seguintes pré-requisitos:

  • Single-sign-on entre a solução de intranet e o domino.
  • Ter a informação da caixa posta do usuário armazenado em algum lugar (LDAP, iNotes Redirect)

Depois, você consegue buscar um xml com essa informação, através da seguinte url:

https://<MAIL_SERVER_URL>/mail/<MAIL_FILE>.nsf/iNotes/Proxy/?OpenDocument&Form=s_ReadViewEntries&PresetFields=FolderName;($Inbox),UnreadCountInfo;1,hc;$98,noPI;1&Start=1&Count=15&resortdescending=5

Onde a resposta é:

<readviewentries>

<unreadinfo><foldername>($Inbox)</foldername><unreadcount>0</unreadcount></unreadinfo></readviewentries>

Para evitar problemas de Cross-site-script, o WebSphere Portal utiliza um proxy servlet, então a url ficaria assim:

Request para Email:

http://<WEBSPHERE_PORTAL_URL>/wps/proxy/https/<MAIL_SERVER_URL>/mail/<MAIL_FILE>.nsf/iNotes/Proxy/?OpenDocument&Form=s_ReadViewEntries&PresetFields=FolderName;($Inbox),UnreadCountInfo;1,hc;$98,noPI;1&Start=1&Count=15&resortdescending=5

Request para Calendário:

http://<WEBSPHERE_PORTAL_URL>/wps/proxy/https/<MAIL_SERVER_URL>/mail/<MAIL_FILE>.nsf/iNotes/Proxy/?OpenDocument&Form=s_ReadViewEntries&PresetFields=FolderName;($Calendar),UnreadCountInfo;1,hc;$98,noPI;1&Start=1&Count=15&resortdescending=5

Tem o seguinte artigo ==> https://www-10.lotus.com/ldd/portalwiki.nsf/dx/unread-email-indicator-in-a-websphere-portal-theme

Leia também:

Conhecendo o ELK stack

O ELK Stack consiste da união das ferramentas Elasticsearch, Logstash e Kibana.

Juntas, estas ferramentas tem capacidade para tratar grandes quantidades de dados em tempo real, organizar os dados e prover a visualização através de gráfico, tabelas, etc. É uma ótima opção para iniciar em Big Data. O ELK Stack é utilizado por empresas de renome como LinkedIn, GitHub e Twitter.

Componentes do ELK Stack:

  • Elasticsearch
    Ferramenta que faz a indexação dos dados e consulta a estes índices e dados, provendo real-time analytics. Possui outras características como Escalabilidade,
    Alta-disponibilidade, multi-tenant. Full text search.
  • Logstash
    É a ferramenta que faz captura das informações em arquivos (csv, logs, …), processa e gera o output para o Elasticsearch ou outro formato de dados.
  • Kibana
    É um dashboard Web para trabalhar os dados coletados. Suas principais características são pesquisa e visualização através gráfico de torta,
    gráfico de barras, trendlines, mapas, etc.

Estas ferramentas trabalham muito bem juntas, mas cada uma destas ferramentas tem o seu próprio projeto, e são desenvolvidas de forma independente.
As ferramentas tem o código fonte aberto (open-source), mas tem o suporte pago através da empresa Elastic.

Algumas empresas que estão utilizando o ELK:

Para conhecer um pouco do ELK, existe uma demo muito bem montada do dashboard Kibana, a qual
mostra vários aspectos da ferramenta e sua capacidade de utilização no Negócio ou na area de TI.
A demo está disponível no endereço http://demo.elastic.co .

Leia também:

Por que a Apple tornou a linguagem Swift Open Source?

Linguagem de programação Swift Apple é agora open source!!!

Swift mexeu com o mundo de desenvolvimento de software, porque é muito fácil de aprender, poderosa e que ajuda os programadores a escrever aplicativos para iOS, OSX e watchOS.

Mas até o momento ela estava atrelada ao desenvolvimento para dispositivos móveis. Ao se tornar Open Source, ela se torna mais atraente para os desenvolvedores corporativos, porque agora podem usá-lo para escrever o código para aplicativos corporativos, podendo ser executado no servidor ou na nuvem.

Este movimento faz a Apple para se aprofundar no mercado corporativo. Onde as atenções se dividem principalmente entre Microsoft (C++ ou .net) ou pela Oracle (Java e suas muitas ramificações).

Leia também: